Ian Bell, líder da Slightly Mad Studios (SMS), empresa por trás do simulador Project CARS e sua sequência, soltou o verbo no Twitter neste fim de semana, revelando alguns detalhes a respeito do próximo jogo da franquia:

O próximo Project CARS será uma Revolução. Muito obrigado a todo o time que está o aprimorando à perfeicao. Talvez eu seja acusado de ser muito positivo/otimista em certas ocasiões, mas este muda todo o jogo. Já está épico e vamos distribuí-lo quando estiver pronto.

Destaquei a palavra Revolução porque ela foi digitada com letra maiúscula (Revolution), indicando que o próximo jogo não será numerado, e se chamará Project CARS Revolution. Esse nome apareceu em algumas imagens de divulgação da Mad Box, o console que o estúdio também está desenvolvendo, é parece que o nome vai se tornar realidade.

Falando em Mad Box, parece que ele sofreu um pouco do impacto causado pelo Google Stadia, serviço de streaming de jogos que será lançado no fim do ano. Nas respostas ao tweet, Ian Bell informou que dois grandes investidores saíram do projeto, que mesmo assim continua de pé.

Em outras respostas ao tweet original, Bell dá mais alguns detalhes, como o fato de o jogo já estar “200% melhor” do que pCARS 2, uma “nova parceria” e “grandes novas tecnologias para as partidas online”. Ele também diz que o objetivo do estúdio é “trazer a diversão de volta aos simuladores”, seja lá o que isso quer dizer.

Uma coisa é certa: não espere o jogo para esse ano. E, provavelmente, nem mesmo para essa geração de consoles. Com tantas mudanças em jogo, é de se esperar que Project CARS Revolution saia (no mínimo) no ano que vem, nos próximos consoles.